Viajar é uma experiência maravilhosa, mas para usufruir dessas experiências algumas pessoas possuem necessidades especiais. Por isso hoje escolhemos falar um pouco sobre o turismo acessível, o que é e dar alguns exemplos de cidades que adotaram essa modalidade. 

O que é o turismo acessível?

Turismo acessível é um conjunto de medidas para atender turistas com necessidades especiais. Para um destino ser acessível é necessário que um conjunto de setores estejam adaptados. Dentre eles: Setor de hotelaria, agências de viagens e turismo e o setor público.  Ou seja é necessário uma integração de todos os setores básicos que envolvem o turismo.

No setor hoteleiro algumas medidas estruturais, como desníveis superiores a 1,5cm, medidas de portas especificas, disposição dos móveis que não atrapalhe a circulação, banheiros adaptados, entre essas adaptações podemos citar altura das bancadas com pias, largura, barras de de apoio, entre outros. Além dessas medidas estruturas é necessário uma equipe especializada para o atendimento desses turistas, com treinamento para operação de aparelhos, arrumação do quarto adequada (como por exemplo deixar as toalhas em altura ideal) e curso de linguagem de sinais. 

Nas agências de viagens e turismo é necessário apresentar pacotes de viagens de acordo com as necessidades de cada turista. Além disso ter uma central de informações em libras e um guia especializado para acompanhar turistas com deficiência visual. 

Já o setor público é necessário que siga as regras da ABNT onde está determinado as regras de adaptação para pontos turísticos. Para assim facilitar o acesso desses turistas aos  museus, espaços públicos e etc. 

Níveis de deficiência física e mental:

  • Mental: afeta as atividades linguísticas, cognitivas e perceptivas;
  • Motor: incapacidade motora e física;
  • Auditivo: deficiência total ou parcial na audição;
  • Visão: baixa visão ou cegueira.

Também entram no grupo que precisam de atenção especial, grávidas, obesos com mobilidade reduzida e idosos. Ou seja o grupo de pessoas é variado, sendo assim é necessário medidas para atender a cada um. Então dessa forma é necessário também um grupo de pessoas capacitadas para cada grupo específico. Sendo assim o turismo acessível é necessário e vai além de pequenas adaptações. 

Algumas cidades com turismo acessível:

Rio de Janeiro: 

Rio de Janeiro, o maior cartão postal do Brasil vem tomando medidas desde 2016 para ser cada vez mais acessível. Essa medidas incluem 4000m² de calçadas acessíveis, 5.831 m² de pavimento em concreto nos acessos ao Pão de Açúcar, Praça XV, Paço Imperial, dentre muitos outros pontos turísticos da cidade. Você pode conferir as medidas aqui.

Bonito:

Bonito é um dos destinos que vem se adaptando ao turismo acessível desde 2010. Seus pontos turísticos vem se adequando a acessibilidade, mesmo sendo um destino de natureza, onde não existem rampas ou elevadores, existem guia prontos para atender pessoas com mobilidade reduzida. A cidade foi inclusa na matéria da Folha de São Paulo sobre destinos onde á atrações acessíveis a cadeirantes.

Gramado:

Em Gramado o programa de turismo acessível do ministério do turismo, lançado em 2012. Tinha o objetivo de ampliar a utilização dos serviços e pontos turísticos para pessoas com deficiência com autonomia e segurança. O lançamento desse programa pode ser conferido aqui.  

Além desses municípios existem muitos outros como: Porto de Galinhas, Foz do Iguaçu, Salvador, São Paulo, Fortaleza, Canela entre outros! Sendo assim o Brasil pode e deve ser explorado por pessoas com necessidades especiais. Mas vale ressaltar que ainda existe muito a melhorar também. 

Comenta aqui se esse post útil,  se esclareceu o turismo acessível, o que é e possíveis destinos para explorar! Além disso, deixa suas dicas aqui embaixo pra gente

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: