Se você escolheu BH como sua base para o mochilão por Minas Gerais, tem várias opções de cidades incríveis e bem próximas para conhecer. Já falamos aqui neste blogue sobre Brumadinho, Ouro Preto, Catas Altas e o Santuário de Caraças, mas agora chegou a vez da queridinha do meu irmão: Serra do Cipó!

Parque Nacional da Serra do Cipó é uma unidade de conservação com rios, cânions, cachoeiras, lagoas. O ecoturismo é extremanente presente, possibilitando a pratica de atividades como hikking, canyoning; passeio de caiaque e barco, e outras modalidades. Além disso, fora do Parque, há outros atrativos naturais como o sítio arqueológico da Lapinha ou a Escultura do Juquinha.

A porta de entrada da Serra do Cipó é a acolhedora Santana do Riacho, localizada aproximadamente 123 quilômetros de Belo Horizonte, contudo se você optar por ir de ônibus o trajeto que duraria em torno de 2h de carro, se transforma em 3h10. Valor R$ 37,05 na ida pela Saritur (fev/2020).



SINAL DE INTERNET/TELEFONE e DINHEIRO.

Santana do Riacho é uma vila acolhedora e muito simples, por isso sugiro que leve dinheiro em espécie para as despesas rotineiras (inclusive para pagar as cachoeiras!!!!!!). Geralmente os restaurantes aceitam cartão, mas temos que contar com a sorte, pois o sinal na cidade não é bom. Na verdade, eu só conseguia usar meu celular no supermercado. Kkkkk Tentei usar na rua para postar minhas fotinhas e avisar minha mami que tô viva, mas raras vezes funcionou.

ONDE FICAR?

Eu adoraria sugerir lugares para vocês se hospedarem, mas fui gentilmente aceita no sítio da nossa amiga e por isso tive essa baita economia no meu orçamento. Como eu só falo/indico o que vivenciei, fico devendo essa a vocês. De todo jeito, vocês sabem que a nossa agência de viagens Meridianos – www.meridianostur.com – temos uma variedade de oferta de hospedagens para vários bolsos ou gostos e que aqui no blog temos o banner do booking também que você não gasta nada a mais por reservar por ele.

Caso não esteja de carro, opte por ficar no centrinho.

DICA DOS VIAJANTES:

Vocês sabem que sou apaixonada por blogues de viagens, até porque tenho esse aqui que vos escrevo! Atualizando minha leitura de blogues, descobri um post SENSACIONAL do O TURISTEIRO sobre a Serra do Cipó.

Esse precioso descobriu uma forma incrível de economizar nas cachoeiras, aluguel de bicicletas e até em restaurantes! De acordo com o autor,

a melhor forma de obter descontos é pelo aplicativo ou direto nos terminais do Guia Cipó. Nele era possível encontrar ofertas e promoções semanais. Para se ter uma ideia, o aluguel da bicicleta custava R$50 na hora e se adquirida pelo guia saia por R$35. Você pode obter os descontos diretamente nos terminais de compra que ficam espalhados em diversos locais na Serra do Cipó. […] Foi assim também que descobri sobre o desconto de 50% no aluguel da segunda bicicleta feito com a Casa dos Ciclistas.”

Sério, gente. Leia esse post INCRÍVEL e SUPER COMPLETO.

PRINCIPAIS PASSEIOS:

Há uma imensidão de atrativos naturais na Serra do Cipó, sejam eles pagos ou gratuitos. Um dos mais famosos é a belíssima Cachoeira Véu da Noiva custando R$30,00 para passar o dia inteiro. A Cachoeira Grande também custa esse valor, mas com o desconto do Guia Cipó caí para R$27,00. No dia que íamos conhecê-las, choveu bastante, mas quando eu voltar são as primeiras da minha listinha. Quem sabe não vamos juntos, huh?

Outros passeios muito comentados na Serra são: Trilha dos Escravos e a Escultura de Juquinha, ambos gratuitos. Que tal usar a bicicleta? Aproveita o desconto e partiu pedalar.

Em Lapinha da Serra… Ops… Lapinha da Serra, apesar de ser um distrito, merece um post exclusivo, por tanto até semana que vem amores!

Só para reforçar: O ideal é levar lanches, água, repelente e protetor solar para todos os passeios em atrativos naturais.

3 thoughts on “Conheça a Serra do Cipó

  1. Puxa, que alegria ver meu blog citado aqui. É muito gratificante ver que minhas dicas ajudaram mais pessoas e que de alguma forma contribui na sua viagem. Parabéns pelo post e que mais pessoas possam compartilhar informações valiosas das suas viagens, não é mesmo?
    Grande abraço, o Turisteiro.

    1. Amilton, que honra ter um comentário seu no meu humilde blogue! Muito obrigada! E eu sou fã de carterinha do Turisteiro, viu! Tô sempre de olho. Suas dicas são maravilhosas. Beijos, Débora.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: