Da mesma série de posts “A história quase esquecida” hoje trouxemos as invenções de brasileiros para você conhecer ou relembrar! Devido ao nosso histórico de péssimos (ou falta de) investimentos, principalmente na área da ciência e da cultura, é natural que muitos de nós consideram o Brasil um país que não contribuiu com os avanços científicos.

Mesmo com a ausência de incentivo, tiveram brasileiros que se destacaram com suas invenções como o Padre Roberto Landell de Moura, Carlos Prudêncio e Santos Dumont!



1. Avião

A invenção genuinamente brasileira mais famosa do mundo é certamente o avião. Considerando um bem do mundo, Santos Dumont nunca patenteou suas invenções, mas é de senso comum que graças aos seus projetos como o 14-bis, a aviação começou a ser desenvolvida. Sem contar que ele também foi o responsável pela criação do relógio de pulso por Louis Cartier, pois de acordo com inventor era difícil retirar o relógio do bolso enquanto pilotava suas obras-primas.

Caso queira conhecer um pouquinho desse homão da porra, oriento visitar A Casa de Santos Dumont em Petrópolis. É um charme!

14-bis – Wikipédia, a enciclopédia livre

2. Urna eletrônica

Graças a um catarinense de Brusque hoje em dia não precisamos preencher papéisinhos para pôr dentro de uma urna antiquada. Carlos Prudêncio inventou a urna eletrônica em 1989, mas só veio a entrar em teste em 1996.

3. Escova progressiva

Conhecida mundialmente por Brazilian Hair Straightening, Keratin Treatment, Brazilian Blowout etc, a escova progressiva ganhou os salões e a cabeleira de gerações! Quem diria que cariocas suburbanos iam criar esse patrimônio, huh?

4. O rádio

O padre Roberto Landell de Moura foi o pioneiro na transmissão de sons em 3 de junho de 1900, entre a Avenida Paulista e o Alto de Santana. Em 1904 foi reconhecido pelo Escritório de Patentes dos EUA por três criações distintas: um transmissor de ondas, um telefone sem fio e um telégrafo sem fio.

5. Identificador de chamada, a famosa Bina.

Aposto que a motivação de Nélio José Nikolai para que inventasse a Bina foi para evitar atender ligações de São Paulo. Kkk Brincadeiras a parte, o mineiro foi um gênio das telecomunicações.

6. Coração Artificial.

Essa invenção foi realizada pelo engenheiro Aron de Andrade em 2000. Basicamente é um motor elétrico ligado ao coração do paciente. Uma engenhoca brasileira que salva vidas!

7. Radiografia

Mais uma invenção na área da saúde por um paulista, o médico Manuel de Abreu. Esse gênio criou esse sistema que permite fotografar os órgãos do corpo humano. Posteriormente as chapas radiográficas dos pulmões ficou conhecida como abreugrafia em sua homenagem.

8. Escorredor de Arroz

A cirurgiã dentista e dona de casa Therezinha Beatriz Alves desenvolveu esse artefato que impossibilitou sua pia de entupir por causa do arroz em 1959.

Professora Pardal

9. A máquina taquigáfica

O padre João Francisco de Azevedo nascido em João Pessoa teve a engenhosa ideia de adaptar um piano que em vez de produzir sons ao tocar a tecla, registrava as letras do alfabeto no papel. Também foi o inventor do elipsógrafo, do Carro movido a energia eólica e barco movido a energia marítima e também modelo de engenho de espremer canas de açúcar, que economizava mais de 50% de energia em relação aos congêneres cujo não teve tempo para patear já que faleceu antes.

10. Balão a ar.

Nascido em Santos no litoral paulista, o padre Bartolomeu de Gusmão é considerado um pioneiro da aviação. Em 1709, apresentou para a Corte do Rei Dom João V de Portugal cinco balões de tamanhos distintos que eram levantados pelo calor do fogo abaixo deles.

Um dos sonhos do padre era criar o dirigível tripulado, o famoso Passarola, mas não há fonte segura garantindo a criação deste. Anos mais tarde foi perseguido pela Inquisição, adoencendo e morrendo com 38 anos na Espanha.

BARTOLOMEU LOURENÇO DE GUSMÃO: O PADRE QUE QUERIA VOAR | TOK de ...

Além dessas 10 criações, outras engenhocas foram inventadas por brasileiros como o painel eletrônico por Carlos Eduardo Lamboglia, o Câmbio automático por José Braz Araripe ou até mesmo a descoberta da especificidade dos soros antiofídicos por Vital Brazil.

Analisando essas invenções fica mais claro entender a necessidade em por nossa confiança em políticos que estimulam a ciência.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: