72 horas em Recife (e uma manhã em Porto de Galinhas!)

Três dias é muito pouco para conhecer a capital do Pernambuco e suas cidades vizinhas, porém é possível voltar para casa com muitas histórias para contar SIM e eu vou te ajudar a aproveitar ao máximo a Capital do Nordeste!

No primeiro dia, o ideal é se acomodar e já sair para bater perna. Para poupar tempo, aconselho começar pelo Recife Antigo que é onde a cidade surgiu e onde ficam as construções históricas. Não se esqueça de fotografar no Marco Zero, hein. É deste marco que são feitas todas as medidas oficiais de distâncias rodoviárias locais.

Uma vez no bairro central, é possível fazer a trajetória de catamarã por de baixo das pontes. Importante lembrar que Recife é a Veneza do Brasil, por isso essa experiência é tão bacana e aconselhada pelos viajantes.

Para se alimentar, seja no almoço ou no jantar, siga para o bairro de Boa Viagem. Bem provável que você fique hospedado nesta região já que lá é onde se encontra os hotéis em massa, entretanto é também onde oferece os melhores restaurantes a baixo custo. Fique à vontade para escolher o mais adequado a você!

No dia posterior, caso tenha algum dinheiro extra para táxi ou esteja de carro, a opção é visitar os institutos da família Brennand! Nesse post do Viaje na Viagem explica direitinho como se faz para incluir os atrativos no mesmo dia, e ainda como se chega lá!!!

No meu terceiro e último dia, fiquei na dúvida entre Olinda e Porto de Galinhas, mas desde que minha irmã postou aqui neste mesmo blogue que vos falo sobre Porto, fiquei imensamente curiosa para conhecer!

Destino escolhido e uber também, segui para Porto de Galinhas me aventurar apenas pela parte da manhã. Assim que cheguei, escolhi um passeio de R$30,00 que me dava o direito a snorkel, fotos e vídeos. Depois do almoço, voltei para a realidade: Arrumar as malas e voltar para o Rio de Janeiro.

 

Deixe uma resposta